O NATAL DA MINHA INFÂNCIA…!

Há mais de 80 anos, comemorávamos o Natal
em minha família

sabendo que esse não era o dia, mas também que tínhamos a chance de falar do Evangelho.
Não havia presentes ou grandes ceias,
mas o amor por Jesus, pelo Emanuel, estava presente.
Mensagem da Pastora Arlete Batista Ferreira.

O BORDADO MARAVILHOSO

Algum dia, o outro lado do bordado perfeito de Deus
será mostrado,

do mesmo modo que outros já o viram, no mundo espiritual.
Como Moisés, que viu a Terra Prometida
apenas com os olhos espirituais.
Mensagem do Pastor Autilino Batista de Souza – Brasil

Experiencia de vida – Missionária Arlete

É muito bom conhecer a experiência de vida de pessoas
que serviram ao Senhor ao longo da sua vida,
com firmeza e percorrendo caminhos difíceis.
A Missionária Arlete rememora tempos do seu ministério
que podem incentivar outras pessoas
a servir e dedicar sua vida a Deus.

MISSIONARIA ARLETE BATISTA FERREIRA

EM NOME DE JESUS

 

 

 

CONGREGAÇÃO SÉTIMO MILÊNIO

 

Em Nome de Jesus, mesmo?

“..seja o que for que vós pedirdes em meu Nome..” João 14:11

Aprendemos que sempre que orarmos devemos fazer em Nome de Jesus. Claro que sim.

Usamos sempre a repetição do começo e final de uma oração: Senhor, te peço……, em nome de Jesus, Amém. Será que sentimos como se Jesus estivesse falando com o Pai?

Realmente nos colocamos no lugar de Jesus para usar o Seu nome?

E o que significaria isso?!

Intimidade, relacionamento, afinidade, rendimento, entrega, pertencer, etc. (uma infinidade de etc.)

NO MEU NOME, representa quem sou, como se você fosse eu! Representante da minha pessoa, com uma procuração outorgada pelo Pai que é o meu “Tutor legal”.

Não basta com chegar na frente da batalha e falar: em Nome de Jesus! O inimigo vai falar: ok, mostra tua identidade/credencial, onde está tua bandeira?

Os soldados e militares usam uniforme para serem identificados.

Funcionários usam uniformes para poderem ter acesso a áreas restritas.

Para ter autoridade é necessário ter identidade.

Para usar um nome é necessário conhecer a pessoa e ter intimidade.

Trabalho com minhas irmãs usando o nome delas, as credenciais dos programas que elas usam e confiam que vou seguir as mesmas regras que elas. Afinal eu estou usando o seu nome.

O mesmo acontece com Jesus, Ele nos permite, concede a honra de usar o Seu Nome, porque deseja que tenhamos essa confiança e intimidade com Ele. Que o que vamos falar esteja de acordo com o que Ele fala. Que a nossa atitude seja a mesma que a Dele.

Queremos ser atendidos cada vez que oramos e usamos o nome de Jesus, mas não queremos nos deixar a nossa “glória” (conforto, vontades, exigências, tesouros guardados na alma) para que a Sua Glória resplandeça, para que o Pai seja Glorificado. Jesus completa o versículo acima falando que isso deve ser feito para que o Pai seja Glorificado!

Quero deixar um desafio:

A próxima vez que você falar: Em Nome de Jesus! Pense se realmente se Jesus falaria ou agiria como você!

O Nome de Jesus é Poderoso, Sua Palavra é espada de dois gumes.

Elié Ferreira

Munição carregada

CONGREGAÇÃO
SÉTIMO MILÊNIO

Hoje pela manhã estava falando com minha filha nº3 sobre encher-nos das coisas do Alto para usá-las no momento oportuno.
É incrível como o Espirito Santo fala em uma conversa e nos faz pensar.
Fiquei pensando, ou melhor, escutando o Espirito Santo falar sobre estarmos “abastecidose com a munição carregada”, preparados e cheios da Palavra.
Aquilo que ouvimos, falamos e lemos será a “munição” para usar na hora da guerra.
“…enchei-vos do Espirito” – Efésios 5:18
Se ouvimosmúsicas, falamos e lemos coisas que falam de tristezas, derrotas, sentimentos falidos, ou então músicas de rebeldia, inconformidade, protestos, esta será a “munição” que teremos.
Agora, se ouvimos músicas, falamos e lemos sobre força, ânimo, do poder de Deus, da Sua Soberania, Alegria, do Seu Amor e cuidado, teremos munição suficiente no momento necessário.
“…falando entre vós com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor” – Efésios  5:19
“..e a espada do Espírito, isto é, a palavra de Deus” – Efésios 6:17
Não podemos viver em vitória se não estamos cheios, impregnados das coisas do Pai, afinal é o nosso alimento, nossa água, nossa vida – nossa “munição”.
Quando Jesus foi tentado e venceu o inimigo, Ele fez isso usando a arma que tinha: a Palavra!
Ele estava cheio dela, não precisou falar: espera, vou buscar se fala sobre isso. Ele se alimentava dela, estava cheio, tinha “munição” suficiente para usar nesse momento.
Você gosta de música? Sabia que é um potencial para usar no momento de luta? – Escute música que alimente sua alma.
Você gosta de ler? Leia aquilo que possa ser pão para seu corpo.
Você gosta de conversar, dialogar? Fale do que produz vida, que edifique.
“Venham, todos vocês que estão com sede, venham às águas, e, vocês que não possuem dinheiro algum, venham, comprem e comam! Venham, comprem vinho e leite sem dinheiro e sem custo. Porque gastar dinheiro naquilo que não é pão e o seu trabalho árduo naquilo que não satisfaz? Escutem, escutem-me, ecomam o que é bom, e a alma de vocês se deliciará na mais fina refeição.” – Isaías 55:1-2
Que possamos dizer como o salmista:
Escondi a Tua Palavra no meu coração para não pecar contra Ti” – Salmos 119:11
E quando pequei? Quando duvidei, fraquejei, não confiei e fui atrás de outros “deuses”.
Encha-se das coisas do Alto, tenha “munição” suficiente e você então irá viver ali – no Alto, onde está Aquele que tudo venceu!

Elié Ferreira

www.septimomilenio.com