IRREPRENSIBLES

DEVOCIONAL

La Palabra de Dios reclama para quienes tienen responsabilidades que sean irreprensibles!

Que significa esto?

Que tanto en su vida pública como en la privada, puedan mostrar que son hombres probos, que ejercen su liderazgo con Misericordia y eficacia, tanto en la Iglesia como en su hogar.

Esto que se demanda, es posible de lograr?

Comprendo que es tremendamente difícil ser una cosa en lo público y ser lo mismo en la intimidad, cuando las puertas de la casa se cierran para el mundo exterior.

Pero como puedo hablar de orden, si lo proclamo y lo reclamo en la congregación y no lo cumplo con mi familia?

Grave cuestión esta que me hace reflexionar acerca del extremo cuidado con el que debo obrar, para ser coherente entre aquello que digo y hago, entre lo que demando y practico.

Ser irreprensible es una alta responsabilidad, que debo asumir tanto a los ojos de los hombres como a los ojos de Dios!

Tito 1:6-7

ES – El que fuere irreprensible, marido de una sola mujer, y tenga hijos creyentes que no estén acusados de disolución ni de rebeldía.

Porque es necesario que el obispo sea irreprensible, como administrador de Dios; no soberbio, no iracundo, no dado al vino, no pendenciero, no codicioso de ganancias deshonestas.

PT – Aquele que for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes.

 Porque convém que o bispo seja irrepreensível como despenseiro da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância.

Diego Acosta / Neide Ferreira

www.septimomilenio.com

TORNO OU FORNO

CONGREGAÇÃO

SÉTIMO MILÊNIO

Existe uma arte muito bonita e que requer muita paciência que é a OLARIA.
O oleiro tem a capacidade de desmanchar e fazer novamente a peça que está elaborando tantas vezes quanto for preciso até ver que ela não tem nenhuma pedrinha, nenhuma imperfeição, que o barro está liso e não vai quebrar no momento de ir para o forno.
O oleiro compra o barro, limpa, molha para estar maleável, coloca no torno e começa a trabalhar. Quando o barro começa a ressecar ele molha um pouco, trabalha mais um pouco, tira um pedaço duro do barro que vai fazer com que quebre quando for para o forno, volta a molhar para que não fique um buraco, trabalha com toda paciência e amor pela peça que está fazendo e continua tirando pedrinhas, pedaços duros, molhando, alisando, dando forma – é um trabalho de paciência e amor.
Eu amo quando Deus nos fala através de coisas tão simples como esta:
Somos o barro comprado por alto preço, colocado no torno para ser trabalhado e moldado pelas mãos do Oleiro, lavado e molhado pela Água da Vida.
Existe uma parte dessa peça trabalhada com muito amor e paciência que muitas vezes não falamos dela: o momento de ir para o forno.
Depois de todo esse trabalho, o oleiro coloca a peça no forno para ser cozida e preparada para ser usada, mas tem um detalhe: o oleiro não deixa de olhar a peça cuidando para que não quebre.
Momento do forno – Tempo que Deus nos permite sermos provados, por amor. Tempo difícil, mas necessário para estarmos apto para sermos usados, para sermos aprovados. Mas, como tudo tem seu tempo, não dura para sempre. O Oleiro cuida constantemente da peça, sem deixar passar o tempo para que não se queime e, quando a peça estiver pronta, ela é tirada com todo cuidado/carinho e colocada para descansar e começar uma nova etapa – ser útil, usada para a finalidade que foi criada!
Vemos que são duas etapas do barro: TORNO E FORNO
Sem passar pelo torno, o barro não tem forma nem utilidade; mas, sem ir para o forno ele não pode ser usado, fica ressecado e frágil.
Onde estamos: no torno ou no forno?
Imagine que o barro não se deixasse ir para o forno? Que ele pudesse resistir ou que constantemente produzisse durezas e tivesse que ser continuamente feito de novo? Nunca seria usado, como uma criança mimada, que não cresce.
Nós muitas vezes nos comportamos assim, estamos no torno. Dói tirar durezas, pedrinhas, ser quebrado e moldado várias vezes, mas é mais cômodo do que ir para o forno. E se quebrar? Não aguentar o calor do fogo? Então preferimos ficar no torno produzindo “durezas” continuamente.
Esquecemos que o Oleiro conhece o que Ele tem nas Mãos para trabalhar. Sabe se é porcelana, argila, barro rude ou biscuit, e quanto calor aguenta, colocando o fogo na temperatura correta; e espera, olhando e cuidando todo o tempo, sem desviar o olhar, sem dormir, sem piscar!
Você está no torno ou no forno?
Se estiver no torno, deixe o Oleiro dar a forma perfeita para o uso que Ele pensou quando “resgatou” o barro de virar lama.
Se estiver no fogo, agradeça ao Oleiro por já ter forma/identidade e estar sendo preparado para ser usado.
Ou será que prefere continuar sendo barro misturado com outros barros que, vindo a chuva, vira lama? Que não foi alcançado pelas mãos do Oleiro para ser transformado em algo precioso e lindo para refletir a “Arte do Mestre-Oleiro” – Sua Glória.
Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer. – diz o Senhor. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel ” Jeremías 18.

Elié Ferreira

www.septimomilenio.com

LEMBRA-TE…

CONGREGAÇÃO

SÉTIMO MILÊNIO

LEMBRA-TE DO TEU CRIADOR

 Eclesiastes 12:1

Hoje vi uma foto que me deu muita saudade.

E pensei nesse versículo e da importância de valorizar o que temos no tempo certo.

Salomão, inspirado pelo Espirito Santo, nos deixou “dicas” importantes para a nossa vida diária.

“Tudo tem seu tempo certo, há tempo para tudo” e “Lembra do teu Criador..antes que venham dias”, são umas dessas “dicas”.

Quando somos jovens pensamos que seremos diferentes na nossa velhice, não seremos como nossos pais, falamos quase todos. Mas o tempo passa e cada vez mais nos identificamos com eles, claro é lei de vida. E vivemos a vida “diferente” porque: afinal sou jovem e tenho direito..

Mas esse versículo é chave para nossa vida adulta. Se queremos usufruir de uma vida plena quando formos mais velhos, devemos nos lembrar do Nosso Criador enquanto somos jovens. Porque chegarão dias em que o sentimento mais forte que teremos será a saudade e não a expectativa, isso foi o que senti hoje: a saudade me emociona mais que a expectativa do que virá. Mas ao mesmo tempo me alegrei porque essa saudade não é de tristeza pela perda mas sim do desejo de estar junto com aqueles com os quais criei laços que perduram e são fortes.

Para chegar nisso, na minha juventude “cultivei” esse relacionamento, mas não foi uma coisa intencional tipo: vou fazer isso para garantir uma velhice boa – foi espontâneo, com amor sem interesse, foi sempre sincero e verdadeiro mesmo nas horas que dava vontade de jogar tudo pro alto e sair correndo; o amor me impulsou a ficar.

Com Deus não é diferente, devemos buscá-lo enquanto podemos, não apenas nas horas difíceis, de falta ou apuro; mas SEMPRE, na alegria e na dor, na tristeza e na alegria, na abundância e na falta – Ele deve ser a razão do nosso viver, da alegria, a força onde nos apoiamos na fraqueza – porque chegarão dias nos quais vamos querer falar: meu maior sentimento é a saudade da Tua Presença, e não: já não tenho mais esperança.

Não importa a idade, importa o relacionamento.

Restaure hoje tua relação com Teu Pai e viva com esse sentimento: alegria de sentir saudade da Tua Presença (nunca será suficiente, quero sempre mais de TI) – sem a expectativa de onde O encontrar. “ Eu sei em Quem tenho crido”.

Lembre-te do teu Criador hoje, não espere amanhã porque tem outras coisas para fazer. Pare tudo, e viva para Teu Senhor, HOJE!

Elié Batista Ferreira

www.septimomilenio.com

ESTAR ATENTOS

DEVOCIONAL

Unos jóvenes hermanos se encuentran en una situación muy especial: Seguramente tendrán que tomar decisiones importantes para su futuro.

Conversando con ellos les comenté la necesidad de apartarse de los ruidos del mundo, para poder escuchar la Voz del Señor.

Solamente ÉL tiene Poder sobre lo que vendrá y solamente ÉL es la Fuente de las mejores cosas para nuestra vida.

En ese convencimiento, les comenté lo difícil que resulta conciliar el tiempo de la espera, con la humana ansiedad que produce esta clase de situaciones.

Es indudable que quién verdaderamente confía en el Eterno, debe permanecer con paz y gozo en su corazón, sabiendo que todo lo que tenga que suceder será lo mejor .

Por esta razón les decía, que se debían de olvidar de lo bueno que imaginamos, porque esa condición de bueno está relacionada con la humana pequeñez de nuestra mente.

En la hora de la espera, ESTAR ATENTOS, nos sirve para demostrar que confiamos y que solamente esperamos la Soberana decisión del Creador!

Hebreos 2:13

Y otra vez:
    Yo confiaré en él.

Y de nuevo:
    He aquí, yo y los hijos que Dios me dio.

Hebreus 2:13

E outra vez:

Porei nele a minha confiança.

E outra vez:

Eis-me aqui a mim e aos filhos que Deus me deu.

Diego Acosta / Neide Ferreira

www.septimomilenio.com

 

LA PREPOTENCIA

DEVOCIONAL

Cuando Jesús dijo que quién le daba de beber a un sediento, le estaba dando de beber a ÉL, estableció una norma que nos debe guiar en todos los momentos de la vida.

No se debe tener una doble conducta: Bueno con los de arriba y severo con los de abajo!

La primera vez que escuché esta afirmación me dejó conmovido, porque era la síntesis perfecta de las actitudes de muchas personas. En especial, de alguno de mis jefes de entonces.

Con el tiempo aprendí que eso que se dio en llamar doble conducta, no es otra cosa que la enseñanza bíblica sobre el doble ánimo.

Me duele el corazón cuando veo a quienes están en autoridad y tienen comportamientos que confunden la obligación de mandar con el despotismo más torpe.

Y siempre con quienes no tienen ninguna posibilidad de defenderse y en apariencia nadie que los defienda. Solo que no debo olvidar nunca, que a los débiles siempre los defenderá el Señor.

ÉL es nuestro defensor ante la prepotencia!

Cada vez que trato mal a alguien, estoy tratando mal a Jesús!

Romanos 1:18

ES – Porque la ira de Dios

se revela desde el cielo

contra toda impiedad e injusticia de los hombres

que detienen con injusticia la verdad.

PT – Porque do céu

se manifesta a ira de Deus

sobre toda impiedade e injustiça dos homens

que detêm a verdade em injustiça.

Diego Acosta / Neide Ferreira

www.septimomilenio.com

EL FUTURO…?

DEVOCIONAL

Los hombres siempre tuvimos una necesidad imperiosa de conocer el futuro.

Y también siempre olvidamos el Mandato de Dios prohibiendo cualquier forma de adivinación.

Desde los más sabios a los más necios, hombres y mujeres con poderes o sin él, se entregaron a las perversas mentiras de los adivinadores.

Cuesta trabajo advertir que todavía no hayamos aprendido la lección y que sigamos cayendo en el mismo error, una y otra vez.

Que puede saber un adivinador más que quien busca sus servicios?

Nada!

Si hablo de este tema, es porque también me sedujo la tentación de la adivinación, aunque tengo la coartada de haberlo hecho antes de ser creyente.

Ahora aceptando cabalmente el Mandato del Eterno sobre la adivinación, pretendo ayudar a los que buscan encontrar certeza donde solo recibirán la mentira oportunista.

De ÉL dependemos y nuestro futuro está en su Poder!

Olvidar este Verdad solo nos acerca al peligroso tiempo de la rebeldía!

Levítico 19:31

ES – No os volváis a los encantadores ni a los adivinos;

no los consultéis, contaminándoos con ellos.

Yo Jehová vuestro Dios.

PT –  Não vos virareis para os adivinhadores e encantadores;

não os busqueis, contaminando-vos com eles.

Eu sou o Senhor, vosso Deus.

Diego Acosta / Neide Ferreira

www.septimomilenio.com

TEMOR E COM RAZÃO

CONGREGAÇÃO

SÉTIMO MILÊNIO
IIReis, 6:8:23.
Apesar de estar longe, sinto o pulsar do coração de meus amados compatriotas, e vejo que há temor!
Sim, há temor!
Temor e com razão!
Mas há um porém, podemos temer, mas não desanimar, certo?
No texto acima, se você o leu, deve ter visto que Elizeu não tinha medo. E não tinha medo porque tinha os olhos abertos para ver as Obras que Deus fazia! Porém seu ajudante não tinha a mesma capacidade e não se recordava das maravilhas que tinha visto Deus operar através de Seus profetas, E teve medo “Ai meu senhor! que faremos?
Responde Eliseu: NÃO TEMAS;PORQUE MAIS SÃO OS QUE ESTÃO CONOSCO DO QUE OS QUE ESTÃO COM ELES!
E orou Eliseu, e disse: Senhor, peço-te abre que lhe abras os olhos para que veja…E o moço viu; e eis que os montes estavam cheios da cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu!
Neste momento há um monstro assustando os brasileiros: urna eletrônica a que pode ser fraudada!
Estou clamando ao Senhor, como clamou Eliseu para que vejam que o Exército do Senhor está acampado ao redor e sobre o Brasil!
Bem, pode ser que você não creia que O ANJO DO SENHOR ACAMPA-SE AO REDOR DOS QUE O TEMEM E OS LIVRA, mas eu creio!
ORA AQUELE QUE É PODEROSO PARA FAZER MUITO MAIS DO QUE PENSAMOS E IMAGINAMOS, QUE É EM QUEM TEMOS CRIDO, DO QUAL TODAS AS PROMESSAS SÃO “SIM E AMÉM”, TAMBÉM É PODEROSO PARA COMPLETAR A OBRA QUE ELE MESMO INICIOU ATRAVÉS DE SEUS SERVOS QUE CREEM!
Quem sabe um dia te contarei algumas histórias de livramentos milagrosos…mas prepara tempo, que são muiitas as histórias que vi em meu ministério.
Ontem mesmo vimos um poderoso: O furacão Florence ia chegar furioso na cidade americana de Richmomnd, onde vive uma família de meus filhos na fé. Oramos, pedimos que os anjos mudassem a rota do furacão, e assim foi!
Se você não cre, não me ofende, porque eu creio por você e aproveito para repreender toda incredulidade EM NOME DE JESUS!
Que tenhamos todos um dia cheio da Graça e da Paz de do Senhor Jesus, e a comunhão do Espírito Santo!

Pra. Arlete Batista Ferreira

www.septimomilenio.com

RESTAURAR

Hay quienes atribuyen al tiempo, hechos que son inequívocamente obra del Creador.

Un caso, es el de las relaciones que se rompieron en un determinado momento y que luego, se restauran. El tiempo?  O Dios?

Tengo la convicción que en todo lo concerniente a la especie superior que somos, la Única Autoridad es el Eterno.

Por tanto, debo creer que en cada reencuentro, que en cada situación que permita que dos personas, vuelvan a tener trato cordial, existe indiscutiblemente el Poder del Altísimo  sobre sus vidas.

La creencia popular atribuye al paso del tiempo, el hecho en que situaciones de conflicto, de antagonismo, sean superadas.

Si fuera así y si solo dependiera del tiempo, como se explican que haya distanciamientos de años y años?

Creo que Dios y solo Dios puede lograr la restauración, en estos casos o en otros, en los que los motivos de las rupturas se consideren insuperables o definitivos.

Seamos fieles al Señor y estemos atentos a sus decisiones. Solamente así, advertiremos como ÉL prepara todo lo que es bueno para mí y para cada uno de nosotros.  

Salmo 77:14

ES – Tú eres el Dios que hace maravillas;

hiciste notorio en los pueblos tu poder.

PT – Tu és o Deus que fazes maravilhas;

tu fizeste notória a tua força entre os povos.

Diego Acosta

OTRO MILAGRO…!

Dios es un Dios de milagros!

Verdad irrefutable y maravillosa!

Cuántos de estos milagros soy capaz de percibir?

Pocos muy pocos.

Por qué?

Por mi ceguera espiritual, por mi vida tolerante hacia las cuestiones del mundo y por mi falta de relación con el Altísimo.

Tanta ceguera, un día el Eterno la altera con OTRO MILAGRO!

Impresionante, tan real como increíble para los mundanos. Tan real que es capaz de cambiar mi vida, mis criterios y presentar un futuro inesperado.

Doy gracias a Dios por su Amor y su Misericordia!

Y por sus Milagros!

Daniel 4:2

ES – Conviene que yo declare las señales y milagros

que el Dios Altísimo ha hecho conmigo.

PT –  Pareceu-me bem fazer conhecidos os sinais e maravilhas que

Deus, o  Altíssimo, tem feito para comigo.

Diego Acosta / Neide Ferreira

www.septimomilenio.com

A GOTA…(4)

CONGREGAÇÃO
SÉTIMO MILÊNIO

A GOTA QUE FAZ TRANSBORDAR (quarta parte)

Apesar de haverem-se tão insanos, parecendo até que não tinham perfeito juízo em suas mentes, a longanimidade de Deus lhes foi dando oportunidades inúmeras, umas após outras, para que pudessem arrepender-se, voltarem atrás, deixarem de praticar tais coisas detestáveis aos Seus santos olhos, e assim ia-se enchendo a medida que nunca deveriam desafiar, e muito menos transpor – até que uma gota a mais já seria o suficiente para que tudo transbordasse.

Esta gota final aconteceu durante o reinado de Oseias, em Israel Norte, que durou entre os anos 732 a 722 A.C. – e então acabou-se a hegemonia e os reinados deste reino. Ele foi o último rei israelita.

Diz a Bíblia que nem tão mau assim foi ele, como o foram os seus antecessores, mas deixou sua participação no enchimento da medida da ira de Deus, e de qualquer modo ficou marcado com o estigma de um mau rei.

Quando uma corda é esticada, excedendo ao máximo da sua capacidade de ser tensionada, as suas fibras começam a romper-se. Esta corda continua ainda firme por algum tempo, mas conforme vão-se quebrando fibra após fibra, por fim chega ao ponto em que apenas uns poucos fios a mantêm segura. Então podem até afrouxá-la tanto quanto antes, mas quando se chega a este estado, basta um pequeno puxãozinho, e … pronto! Ela se rompe totalmente.

Foi o que aconteceu com o rei Oseias, de Israel Norte.

Em II Reis, capítulo 17 o seu caso é bem exposto.

Começou o seu reinado, assassinando o seu antecessor, Peca, e substituindo-o no trono.

Ele inicialmente fez uma aliança com o rei Tiglate Pileser III, um déspota conquistador que estava invadindo a Galileia e a Transjordânia, deixando Oseias dentro de um território reduzido e truncado.

Peca havia anteriormente assumido uma posição totalmente antiassiríaca, e isto foi a causa da conspiração de Oseias. O próprio Tiglate-Pileser afirma em seus escritos que Oseias foi elevado ao poder do reino de Israel por sua decisão e iniciativa. Isto significa que o rei de Israel então era apenas uma figura manipulada pelo rei assírio, desde o início de sua gestão, o que não era nada honroso.

Possivelmente cansado de ser um simples vassalo da Assíria, Oseias, depois de sete anos nesta situação, estabeleceu contatos com o rei do Egito, de quem esperava receber suporte necessário para romper com os laços de submissão que o obrigava a pagar altos tributos, ano após ano, até se enfadar.

Esta revolta de Oseias não deu bom resultado. Salmaneser V, o filho de Tiglate-Pileser III, marchou contra Samaria, e cercou-a durante três anos, e o rei de Israel não teve outra alternativa senão entregar os pontos, e abrir os portões da cidade, tentando aplacar o seu soberando, reafirmando submissão incondicional. Isto não funcionou. A confiança entre os reinos estava abalada, e não havia jeito de consertar a situação.

Oseias foi preso e acorrentado, e Salmaneser usou de uma estratégia para desfazer o sentimento nacionalista que poderia restar em Israel, deportando o povo de Samaria e outras cidades para várias outras nações, a fim de que este se misturasse com outros povos, e fazendo migrar outras gentes para as cidades de Israel.

Pr. José Francisco BortolatoBrasil

https://jfbortolato.com

1 2 3 16